Sites Grátis no Comunidades.net
Poesias Eróticas e Sensuais
Poesias Eróticas e Sensuais


 

 

Sonho erótico

Walter Pereira Pimentel 


Juro, confesso, com todas as forças, brado Longe de ti já não posso viver, não posso Vivo pensando naqueles desejos, tão nossos: Pernas entrelaçadas, lábios colados, corpos suados

Entre quatro paredes, trocando carinho Numa entrega de corpo inteiro Misturando suores e cheiros Sem ninguém a nos perturbar, nós dois, sozinhos 

E um êxtase prestes a acontecer. Em cada corpo, a se manifestar, a percorrer A seiva do amor faz de nós seres felizes e risonhos 

Provocando excitações que nos deixam loucos. Ah! Eu e minhas fantasias, meus sonhos... Pena que durem tão pouco!




Quando você me provoca

Helena Kluiser 


Suas mãos me cercam Parecem querer me envolver O coração dispara...

Não consigo conter esse jeito gostoso, acelerado de bater. Prazeroso, só em poder te ver .....

Você me gira Sua boca cobre a minha Já imagino o que vamos fazer. Dengoso, se encosta, e mergulho em você. Você se enrosca e eu deliro de prazer. ....

Após o ato, só nos resta adormecer...




DOCE LOUCURA

Walter Pereira Pimentel


Fecho os olhos e fico a fantasiar... Minhas mãos a deslizarem sobre ti Aos poucos, teu corpo descobrir Sentir, admirar, tocar...

Um beijo nos olhos, um afago no nariz Na retina começam a brotar imagens loucas Daí vem o desejo de te desnudar, beijar tua boca Gritar para quem quiser ouvir: sou feliz!

Minhas mãos em teu corpo seguem o passeio Descem e tocam suavemente os teus seios O prazer, começo então a vislumbrar

Já quase em êxtase, transpirando carinho e ternura Meus olhos se abrem e desperto dessa doce loucura De te imaginar, te desejar e não poder te amar




Ah! Esse Homem

Maria Hilda J. Alão


Ah!esse homem. Que me toca os seios, Como um beija-flor toca, no jardim, as flores, Arrepiá-me despertando antigos devaneios, De mãos no meu corpo em longos passeios.

Ah! esse homem. Que me cobre de beijos, Que deixa marcas denteadas nos meus braços, Expõe minha anatomia nua sem segredos, Como se fosse um quadro de célebre pintor,

E a mira com olhos de sol coruscante, Incendeia a tela com seu fogo sagrado, Remexe a lava, no fundo, adormecida, Do vulcão dos meus profundos desejos,

Fazendo explodir em mim a mulher plena, A amante ardente de gestos delicados, Que pouco se importa com os espinhos, Para ser a dona dos seus carinhos. Ah! Esse homem.




Amor Proibido

Guida Linhares


Do amor que sinto por ti, pouco a pouco me afastarei.Serás como um querido amigo, para sempre abençoado.Mas o teu amoroso coração jamais usurparei.Tens uma dona que te ama e por ela és apaixonado. 

Busco o amor tanto quanto o ar que respiro. Quero de novo beber da taça o licor da vida. Quero me entregar completamente num suspiro, a um homem para quem eu seja por demais querida.

És um amor proibido e quero muito te ver feliz. Por isso, quando se ama se concede sempre a liberdade. Embora tenham sido dias e noites de um saboroso matiz, você tem razão. Preciso mais! Preciso ser amada de verdade.

Preciso de alguém que me olhe nos olhos e neles eu me afunde. Que me tome em seus braços e neles eu desmaie de prazer. Preciso muito do toque de pele, de um prazer que me inunde, e me faça sentir não só desejada, mas a mais amada mulher.

Do amanhã nada se sabe e nem das tramas do destino. Se a morte chegar antes que algo surja de diferente, quem sabe numa próxima vida, o badalar de algum sino, saudará um amor do passado, que se tornou presente.




 

Prepara-me para o Amor. 


Venha sentir minha pele Acariciar meu corpo Sentir minha vivacidade Na busca do prazer Deixar-se sentir minha vontade Provoca-me para o amor.


Venha com seus toques Com sua boca, beija-me Sinta-me num todo Desliza sua mão sobre meu peito Acaricia meus pelos Desce as mãos sobre minhas pernas Arrepiando meu corpo Excitando-me por inteiro.


Quero sentir sua maciez Sua sutileza Quero observar seu rosto Sentir seu calor, no meu calor Seu gemido sutil Enquanto me carinha Enquanto me prepara Para sentir todo orgasmo Que quero compartilhar No ápice do prazer.


Ataíde



Prazer Saciado

Marcial Salaverry


Beijos com dengos, sem mais o fogo da paixão... Prazer saciado... corpo

cansado, mas a mesma emoção. 


Beijos depois do prazer... são beijos de real amor... trazem de volta o

carinho, trazem de volta o calor...


Entre um e outro beijo, um afago mais ousado, vem o tesão

devagarzinho, reanimando o corpo amado.


Beijos depois do prazer, carícias mais ternas, o amor se faz presente,

tornando as delícias eternas.


      Prolongamento do ato de amor, esses beijos depois do prazer, sempre

são mais doces, pois fazem tudo reviver.


Querida... vamos de novo... nos beijar... nos amar... vamos só

permanecer nessa delícia de sempre recomeçar...




Despudorada



Despida de pudores, visto-me de fantasias...

Faço do teu corpo o meu refúgio, a minha mais pura alegria. Necessito te sentir em mim...

dentro, fora, por cima, de lado, de qualquer jeito. Quero escalar teus cumes, banhar-me em teu suor, afogar-me na saliva de teus beijos, sentir teu gosto, saciar meu desejo. Te quero meu homem.

Vem... Me tome, me sugue gostoso, lambuze o meu corpo com nossas seivas , sussurre no meu ouvido, me arrepie, me faça gemer de prazer, me faça mulher...

amada, saciada, despudorada! 


Autor Desconhecido